sábado, 8 de agosto de 2009

Emborcada




Em noite clara
a mulher loba
uiva prá lua

como gata

vira lata

no muro
e vira de bruço






(*) "O Gato", óleo sobre tela de Aldemir Martins

2 comentários:

ricardo gessner disse...

gostei do blog.

poemas interessantes e sugestivos!
e gostei bastante da dica do texto sobre o Leminski!

Prensada disse...

uia, a gata tá afim !