sexta-feira, 12 de setembro de 2008






Porque há o direito ao grito.
então eu grito.” (Clarice Lispector)

3 comentários:

Rafael Cury disse...

Pôxa, Laura, seu blog é raro, muito bom. Posso te linkar no meu blog, acho que outras pessoas merecem ler o que você anda escrevendo?

SADY FOLCH DE CARDONA disse...

É Laurinha, o Rafael sabe o que diz. Por estas paragens se encontra texto de qualidade. Bom humor, êxtase, tudo misturado em lençóis brancos, macios e cheirosos.
Beijos
Sady

Claudia disse...

Adorei, Laurinha. Tanto a forma quanto o conteúdo. Parabéns.
Um beijão,
Clau*